Cadastre-se na nossa Newsletter

aceito receber emails do ICE

 

eventos

Junho 2016
SEG TER QUA QUI SEX SÁB DOM
    1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
     
 
  • Não há eventos
 
30.01.12
Chegou a vez de São Paulo

Em 2012, o Governo do Estado de São Paulo dá o primeiro passo para a implantação de um novo sistema de ensino público, apoiado por instituições privadas como o ICE Brasil, buscando atingir excelência em suas escolas de ensino médio.

O início do ano letivo paulista será marcado pela abertura de 16 Escolas Estaduais de Ensino Médio de Período Integral que têm como objetivo fornecer condições concretas de aprendizado através de estratégias eficazes, como um regime salarial diferenciado para os professores e a permanência em horário integral dos jovens na escola. A meta do Estado é criar uma rede de ensino público de excelência e de educação de qualidade.

Secretário de educação - Herman Voorwald

Os municípios atendidos pelas novas escolas serão São Paulo (2), São José do Rio Preto (2), Araraquara, Hortolândia, Jundiaí, Itatiba, Santo André, Barueri, Praia Grande, Cajamar (2), Pindamonhagaba, Campos do Jordão e Indaiatuba. Cerca de 5.300 jovens serão atendidos nas escolas que oferecerão vagas nas três séries do Ensino Médio.

A iniciativa paulista é inspirada no bem sucedido modelo de Ensino Médio implantado pelo Instituto de Co-Responsabilidade pela Educação (ICE) em Pernambuco no ano de 2004. Após a sua consolidação, o modelo ICE de Escolas em Tempo Integral já foi implantado também em outros Estados do Brasil, como Sergipe, Piauí, Ceará e no município do Rio de Janeiro, como modelo para a educação do Ensino Médio e Fundamental, respectivamente.

Modelo escolar de Pernambuco foi implantado em 2004

Para esse projeto ganhar corpo e se transformar em ação em São Paulo, desde abril de 2011comitivas de empresários e educadores paulistas iniciaram o contato com o modelo desenvolvido em Pernambuco. Eles visitaram escolas pernambucanas, onde puderam conferir a estrutura diferenciada que abriga esse modelo de ensino, conversar com educadores e especialmente com estudantes atendidos pelo modelo de Escola em Tempo Integral. O próprio secretário de educação paulista, Herman Voorwald, bem como representantes da Secretaria de Educação do Município de São José dos Campos estiveram em Pernambuco para tirar dúvidas e conferir como se dá a prática desse modelo.

A criação das Escolas Estaduais de Ensino Médio de Período Integral no Estado de São Paulo conta com o incentivo e apoio empresarial de várias instituições parceiras do Governo paulista, que já atuam em projetos educacionais e possuem em comum, o desejo de elevar os padrões de ensino e de aprendizagem da rede pública. A implantação do modelo tem também a atuação direta do ICE, através dos Consultores que estão atuando no planejamento estratégico da implantação, bem como na capacitação dos educadores.

Desde outubro de 2011 os Consultores do ICE, Thereza Barreto e Alberto Chinen, estão trabalhando na formação das equipes escolares compostas pelos Diretores e Coordenadores Pedagógicos, além da formação da equipe de implantação das escolas da própria Secretaria. Essa formação concentra-se nos Modelos Pedagógico e de Gestão e suas respectivas metodologias.

Entre os dias 6 e 10 de fevereiro, a formação terá continuidade com as equipes de professores, que totalizam cerca de 300 pessoas. Nessa capacitação também atuarão oito jovens egressos das Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral de Pernambuco que executarão a formação dos professores no tema Protagonismo Juvenil.

Governador Geraldo Alckmin em lançamento do Programa

Essa implantação faz parte de um Programa chamado Educação – Compromisso de São Paulo que prevê um conjunto de ações voltadas à melhoria da educação nesse Estado e que tem, entre seus objetivos principais, a valorização da carreira do magistério, buscando torná-la uma das mais procuradas pelos jovens. A iniciativa, que estabelece diretrizes estratégicas para vários projetos já implantados, prevê novas frentes de atuação para posicionar entre os melhores sistemas de educação do mundo a rede estadual de ensino, que possui cerca de 4,3 milhões de alunos.

Além de ações como a implantação do novo modelo de escola de Ensino Médio, e do esforço concentrado nas escolas mais vulneráveis, o programa Educação — Compromisso de São Paulo tem também como foco a mobilização de famílias, associações, sindicatos, empresas e da sociedade em geral não só no acompanhamento dessa iniciativa, mas também na conscientização de que a melhoria do ensino não é responsabilidade exclusiva do Poder Público, pois ela depende de todos.

Logo após a implantação o governo pretende promover também uma rápida expansão desse modelo. A idéia é ampliar esses números gradativamente e já em 2013 ampliar para 100 escolas e 300 em 2014. Ainda assim, esse quantitativo equivale a uma pequena parcela de toda a população estudantil da rede pública de ensino do Estado, contabilizada em mais de quatro milhões de alunos.

Através desta iniciativa, surgem novos desafios, do ponto de vista funcional e estrutural de concepção curricular e de formação dos docentes. É preciso que o Governo, empresários, parceiros e toda a comunidade unam forças para enfrentar esses desafios e fazer deste, mais um modelo de sucesso, na cidade brasileira de maior influência no cenário nacional.

Assista o vídeo do lançamento do programa Educação – Compromisso de São Paulo, em dezembro de 2011:

 

Deixe seu comentário

CONHEÇA TAMBÉM NOSSAS COMUNIDADES NO ORKUT E FACEBOOK