Cadastre-se na nossa Newsletter

aceito receber emails do ICE

 

eventos

Setembro 2014
SEG TER QUA QUI SEX SÁB DOM
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
         
 
  • Não há eventos
 
Centros Culturais Comunitários

Centro Cultural Comunitário Direito de Ser de Sítio dos Nunes- PE, inaugurado em julho de 2008.

A implantação do Projeto Centro Cultural Comunitário Direito de Ser em Sitio dos Nunes teve seu início em meados de 2007 quando o ICE decidiu colocar em prática um novo desejo institucional – apoiar o movimento global em prol da Educação Inclusiva. Este foi o pontapé inicial. Sitio dos Nunes recebeu o projeto com entusiasmo e a mobilização comunitária realizada para a implantação do CCCDS fortaleceu ainda mais o Conselho Gestor, que a partir da inauguração do espaço, seria responsável por sua gestão.

O Centro Cultural Comunitário Direito de Ser de Sitio dos Nunes também recebeu uma Biblioteca Comunitária Ler é Preciso, realizada pelo Instituto Ecofuturo e sua execução técnica está sob responsabilidade da Fundação Nacional do Livro Infanto Juvenil – FNLIJ. A disponibilização de espaços inclusivos como este, abertos a comunidade, fez deste Centro um espaço de referência no município e entorno.

Hoje o CCCDS de Sitio dos Nunes oferece atividades de promoção de leitura, aulas de informática, oficinas de artesanato, biblioteca itinerante e aulas de música. As atividades são planejadas e realizadas para que todas as pessoas tenham acesso à cultura e informação, independente de raça, gênero, sexo, condição física, intelectual, etc. Além disto o CCCDS atua como centro de apoio aos professores de Educação Inclusiva, pais e interessados no assunto.

A partir desta experiência, O ICE aprimorou sua metodologia de implantação do projeto e  partiu para a realização de novos Centros Culturais Comunitários Direito de Ser .

[Imagens]

Centro Cultural Comunitário Direito de Ser de Itacuruba – PE, inaugurado em novembro de 2009.

O Centro Cultural Comunitário Direito de Ser de Itacuruba foi o segundo espaço inclusivo a ser implantado. Itacuruba é um pequeno município localizado no sertão de Pernambuco que foi inundado em 1988 pelas águas do Rio São Francisco para a construção da barragem de Itaparica. A nova Itacuruba foi erguida não muito longe da antiga e trouxe com ela uma grande nostalgia pela perda da memória de seu povo.

A chegada do Projeto Centro Cultural Comunitário Direito de Ser na cidade proporcionou uma nova oportunidade de resgate de sua memória e patrimônio cultural. O local cedido pela Prefeitura para a instalação do CCCDS tinha significado especial. Esta havia sido a primeira casa construída na nova Itacuruba e estava em péssimo estado.

Diante desta situação, Itacuruba não só recebeu um espaço cultural inclusivo, mas também conseguiu transformar um espaço antes esquecido e maltratado em um centro de memória local através de uma exposição permanente de fotos da antiga Itacuruba e um arquivo de filmes dos últimos momentos da cidade antes de ser inundada.

Hoje, o Centro Cultural Comunitário Direito de Ser dispõe de Biblioteca Comunitária (seleção do acervo e cursos de auxiliar de biblioteca e promoção de leitura realizado pela Fundação Nacional do Livro Infanto Juvenil – FNLIJ), escola de informática, sala multimídia, espaço para palestras e uma horta comunitária. As atividades realizadas nestes espaços partem do princípio que todas as pessoas têm direito ao acesso à cultura e informação, independente de raça, gênero, sexo, condição física, intelectual, etc. Além disto o CCCDS atua como centro de apoio aos professores de Educação Inclusiva, pais e interessados no assunto.

[Imagens]

Centro Cultural Comunitário Direito de Ser de Camocim de São Félix – PE, inaugurado em outubro de 2010.

O Centro Cultural Comunitário Direito de Ser de Camocim de São Félix foi inaugurado no dia 23 de outubro de 2010 e sua implantação se realizou através de uma parceria entre o Programa Direito de Ser e o Centro de Apoio à Pessoa com Deficiência (CECAPED), uma organização não-governamental que já era atuante no município.

A sinergia entre o Projeto CCCDS e o trabalho já desenvolvido pelo CECAPED levou o ICE a convidar esta instituição à compartilhar do novo espaço, construído com a ajuda de importantes parceiros do ICE. Com esta união entre os dois trabalhos, será possível proporcionar um espaço de Atendimento Integral às pessoas com deficiência do município e do entorno além de todas as outras atividades inerentes ao projeto Centro Cultural Comunitário Direito de Ser.

Este Centro conta com uma Biblioteca Comunitária, que tem um acervo de 600 livros infanto-juvenis, selecionados pela Fundação Nacional do Livro Infanto Juvenil – FNLIJ. O acervo é totalmente informatizado e possui uma parte dos exemplares adaptada para deficientes visuais, em braile e em áudio, uma sala multifuncional, uma sala de informática, um espaço lúdico dedicado à leitura e à brincadeira, e uma área externa com horta.

O espaço montado na cidade manteve o nome de Centro Camociense de Apoio à Pessoa com Deficiência e homenageou Samantha R. Magalhães Zimmerman, uma menina de 4 anos com Síndrome de Down que foi uma das fontes de inspiração para o surgimento deste trabalho realizado pelo ICE.

CONHEÇA TAMBÉM NOSSAS COMUNIDADES NO ORKUT E FACEBOOK